FANDOM


"A Fragmentação do Mundo" é uma seção da História do Warcraft, Capítulo I.

Linha do Tempo:

9.999 (AaPN) Editar

Sabendo que a destruição da Fonte o impediria de empunhar novamente a magia, Illidan egoistamente abandonou o grupo e foi avisar os Nascidos-grandes do plano de Malfurion. Devido à insanidade trazida pelo seu vicio mágico e o ciúme de seu irmão com Tyrande, Illidan não sentiu nenhum remorso em trair Malfurion e se aliar com Azshara e sua laia. Acima de tudo, Illidan jurou proteger o poder da Fonte, por quaisquer meios necessários.

Suramar.JPG

A Guerra do Anciões destruiu várias cidades e matou vários mortais, dragões, demônios e até anciões poderosos. No canto da imagem Aviana, disfarçada de corvo, a anciã mensageira dos deuses, sobrevoa o campo de batalha em Suramar, cidade natal dos irmãos Stormrage e de Tyrande, capital religiosa dos kaldorei.

De coração partido pela partida de seu irmão, Malfurion conduziu seus companheiros até o coração do templo de Azshara. Eles causaram uma tempestade na principal câmara de audiência quando acharam os Nascidos-grandes no meio do seu sombrio encantamento final. O feitiço comunal criou um vórtice instável de poder nas profundezas turbulentas do lago. Como a sombra de Sargeras chegava cada vez mais perto da superfície, Malfurion e seus aliados apressaram-se para atacar.

Waroftheancients2.jpg

Capa do livro "The Demon Soul". Acima Tyrande e abaixo o viajante do tempo Broxigar

Azshara, tendo recebido a advertência de Illidan, estava mais que preparada para eles. Quase todos os seguidores de Malfurion caíram perante os poderes da rainha enlouquecida. Tyrande, enquanto tentava atacar Azshara por trás, foi pega pelos soldados Quel’Dorei da rainha. Embora ela tenha conseguido derrotar os soldados, Tyrande sofreu feridas dolorosas nas mãos deles. Quando Malfurion viu seu amor cair, ele entrou em uma fúria assassina e decidiu em acabar com a vida de Azshara.

Waroftheancients1.jpg

Capa do livro "The Well of Eternity". Acima Malfurion e abaixo o dragão mago (disfarçado de elfo) viajante do tempo Krasus/Korialstraz

Enquanto a batalha se engrandeceu dentro e fora do templo, Illidan apareceu das sombras perto das costas da grande Fonte. Produzindo um jogo de sete frascos especialmente feitos, Illidan ajoelhou-se e encheu cada um com as águas vislumbrantes do lago. Convencido que os demônios esmagariam a civilização dos elfos noturnos, ele planejou roubar as águas sagradas e manter suas energias pra si mesmo. A batalha entre Malfurion e Azshara lançou o feitiço cuidadosamente feito pelos Nascidos-grandes em caos. O vórtice instável nas profundidades da Fonte explodiu e acendeu uma cadeia catastrófica de eventos que viriam a fragmentar o mundo. A explosão volumosa agrediu o templo em suas bases e enviou tremores que rasgaram toda a terra torturada. Enquanto a terrível batalha entre a Legião e os aliados dos elfos noturnos aumentava mais e mais ao redor e sobre a cidade arruinada, a Fonte da Eternidade ruía e entrava em um colapso que causou seu desmoronamento.

WorldMap-World-old.jpg

O mundo de Azeroth, antes apenas um único grande continente redeado por mar, conhecido como Kalimdor (Original), fragmentado após a terrível Primeira Fragmentação do mundo

A explosão catastrófica resultante destruiu a terra e apagou os céus. Enquanto os tremores da implosão da Fonte sacudiram as fundações do mundo, os mares se apressaram em encher a ferida aberta deixada na terra. Quase 80% do grande continente de Kalimdor tinha sido dinamitado em pedaços, enquanto sobrava apenas um punhado de continentes separados que foram cercados pelo novo e furioso mar. No centro do novo oceano, onde uma vez ficou a Fonte da Eternidade, estava uma tempestade tumultuosa de fúria de marés e energias caóticas. Esta cicatriz terrível, conhecida como o Turbilhão (Maelstrom), nunca sessaria seu giro furioso. Permaneceria como uma lembrança constante da terrível catástrofe… e a era utópica que tinha sido perdida para sempre.

AzsharaSL.jpg

Rainha Azshara após os sussurros dos Anciões Medonhos: A Luz das luzes... Rainha dos naga!

De alguma maneira, contra todas as probabilidades, a rainha Azshara e a elite de seus Nascidos-grandes conseguiram sobreviver à provação. Torturados pelos poderes que eles tinham libertado, Azshara e seus seguidores foram arrastados para baixo do mar raivoso pela implosão da Fonte. Amaldiçoados - transformados - eles assumiram novas formas e tornaram-se as odiosas serpentes Nagas. A própria Azshara se expandiu com ódio e raiva, tornando-se uma monstruosidade enorme, refletindo a perversidade e malícia que sempre tinha escondido dentro de si.

Naga2.jpg

Exemplo de sirena naga

Lá, no fundo do Redemoinho, as nagas construíram para si uma nova cidade, Nazjatar, a partir da qual eles reconstituiriam o seu poder. Levaria mais de 10 mil anos antes dos naga revelassem a sua existência para o mundo da superfície.[1][2]

Veja também Editar

Ligações externas Editar

  1. I: Mythos - The Sundering of the World
  2. http://portalwow.com.br/historia/historia-do-warcraft-5%C2%AA-parte/

Interferência de bloqueador de anúncios detectada!


A Wikia é um site grátis que ganha dinheiro com publicidade. Nós temos uma experiência modificada para leitores usando bloqueadores de anúncios

A Wikia não é acessível se você fez outras modificações. Remova o bloqueador de anúncios personalizado para que a página carregue como esperado.

Também no FANDOM

Wiki aleatória