FANDOM


"A Guerra dos Anciões" é uma sessão da História do Warcraft, Capítulo 1.

Encontrado em:

Linha do Tempo:

IntroduçãoEditar

Dizem que a mágica é sempre muito perigosa… Em Azeroth não foi diferente, com a abundância de magia, Azeroth e seus novos moradores em breve iria se ver de um terrível mal…

A Guerra dos AnciõesEditar

10.000 (AaPN) Editar

O uso despreocupado da magia arcana pelos Nascidos-grandes enviou ondulações de energia da Fonte da Eternidade que espiralaram para a Grande Escuridão. As ondulações fluidas de energia foram sentidas por terríveis mentes estrangeiras. Sargeras, o Destruidor de Mundos e grande inimigo de toda a vida sentiu as ondulações e foi atraído ao seu distante local de origem. Espiando o mundo primordial de Azeroth e sentindo as energias ilimitadas da Fonte da Eternidade, Sargeras foi consumido por uma fome insaciável. O grande deus sombrio do vazio sem nome resolveu destruir o mundo e reivindicar suas energias para si.

Archimonde3.jpg

Archimonde, o profanador, comandante das tropas terrestres da legião.

Sargeras juntou a sua vasta Legião Flamejante e começou a viajar para o mundo despreocupado de Azeroth. A Legião era composta por um milhão de demônios berrantes, arrancados de todos os cantos distantes do universo, e eles tinham sede de conquista. O tenente de Sargeras, Archimonde o Profanador e seu segundo em comando, Mannoroth o Destruidor prepararam seus terríveis infernais para atacar.

Mannoroth no cinemático.PNG

Mannoroth, o Destruidor, Rei demônio dos Annihilan

A Rainha Azshara, subjugada pelo êxtase terrível de sua magia, virou uma vítima do poder inegável de Sargeras e concordou em lhe conceder entrada para o seu mundo. Até mesmo seus servos Nascidos nobres se entregaram para a corrupção inevitável da magia arcana e começaram a adorar o titã caído como um deus. Para mostrar a sua submissão à Legião, os Nascidos-grandes ajudaram sua rainha abrindo um vasto portal dentro das profundezas da Fonte da Eternidade.

March of the Legion2.jpg

Exemplo da Marcha da Legião Ardente em um certo planeta

Agora que todas as suas preparações tinham sido feitas, Sargeras começou a invasão catastrófica de Azeroth. Os guerreiros demoníacos da Legião Flamejante assaltaram o mundo através da Fonte e sitiaram as cidades dormentes dos kaldoreis. Conduzida por Archimonde e Mannoroth, a Legião proliferou em cima das terras de Kalimdor, deixando somente cinzas e tristeza em seu caminho. Os bruxos malignos invocaram infernais flamejantes que chegavam em meteoros destrutivos e se chocavam com os pináculos graciosos dos templos de Kalimdor.
Doomguard em Wc3.gif

Guarda-da-destruição, parte da raça Ered'ruin

Um bando ardente de assassinos sangrentos conhecidos como Guardas-da-Destruição, os Doomguards, marcharam pelos campos de Kalimdor enquanto matavam tudo em seu caminho. Matilhas de selvagens cães-de-caça demoníacos, os Fel Hounds, saquearam a zona rural sem oposição.
Felhound.png

Felhound, os mascotes favoritos dos pit lords

Embora os valentes guerreiros kaldoreis se esforçassem para defender sua pátria ancestral, eles foram forçados a ceder lentamente, centímetro por centímetro, perante o ataque furioso da Legião. Recaiu sobre Malfurion a responsabilidade de encontrar ajuda para seu povo. Malfurion cujo próprio irmão, Illidan, praticava as magias arcanas dos Highborne, estava enraivecido pela corrupção crescente entre a classe alta. Após convencer Illidan a abandonar a obsessão perigosa dele, Malfurion saiu para achar Cenarius e reunir uma força de resistência. A jovem e bonita sacerdotisa, Tyrande, concordou em acompanhar os irmãos em nome de Elune.
Cenarius1.jpg

Cenarius instrui Illidan, Tyrande e Malfurion

Embora Malfurion e Illidan compartilhassem um amor pela desejável sacerdotisa, o coração de Tyrande pertencia só a Malfurion. Illidan ficou recendido ao ver seu irmão engajar um romance com Tyrande, mas soube que a sua preocupação não era nada comparada à dor de seu vício mágico.
War of the Ancients Archive.jpg

Capa do livro "War of the Ancients": Tyrande, Illidan e Malfurion (este segurando um cajado)

Illidan, que tinha se tornado dependente da magia arcana, lutou pelo controle contra a fome opressiva que sentia para pegar uma vez mais a energia da Fonte. Porém, com o apoio paciente de Tyrande, ele pôde se conter e ajudar seu irmão a achar o recluso semi-deus. Cenarius, que vivia dentro da sagrada Clareira da Lua (Moonglade) do distante Monte Hyjal, concordou em ajudar os kaldoreis, achando os dragões antigos e recrutando-os para ajudá-los. Os dragões, conduzidos pela grande dragoa vermelha Alexstrasza, concordaram em enviar suas poderosas esquadrilhas para encarregar-se dos demônios e seus mestres infernais.

Treant.png

Treants, guardiões das florestas

Cenarius chamou os espíritos das florestas encantadas e reuniu um exército de homens-árvore antigos conduzindo-os contra a Legião em um ousado assalto terrestre. Conforme os aliados dos elfos noturnos convergiram contra o templo de Azshara e a Fonte da Eternidade, a guerra total irrompeu. Apesar da força dos seus novos aliados, Malfurion e seus colegas perceberam que a Legião não poderia ser derrotada apenas com força marcial.

Azshara portal.jpg

Fanart de Azshara olhando para o portal, esperando Sargeras.

Conforme a batalha titânica cresceu em fúria ao redor da cidade capital de Azshara, a rainha desiludida esperou antecipadamente pela chegada de Sargeras. O senhor da Legião estava se preparando para atravessar a Fonte da Eternidade e entrar no mundo saqueado. Enquanto sua sombra impossivelmente grande se aproximou da superfície furiosa da Fonte, Azshara juntou os seus mais poderosos seguidores Nascidos-grandes. Apenas ligando suas magias em conjunto num feitiço focalizado eles seriam capazes criar um portal grande o bastante para Sargeras entrar.

Deathwing Cataclysm-1-.jpg

Neltharion após a traição: Deathwing o Flagelo Negro, o Destruidor, chamado pelos elfos noturnos como "Xaxas" (Caos em Darnassiano)

A batalha se enfurecia pelos campos ardentes de Kalimdor quando uma mudança terrível de eventos se desdobraram. Os detalhes do acontecimento foram perdidos ao longo do tempo, mas sabe-se que Neltharion, o Aspecto de Dragão da Terra, enlouqueceu durante uma batalha crítica contra a Legião Ardente. Ele começou a se romper enquanto chamas raivosas estouravam da pele escura dele. Se renomeando de Asa-da-Morte (Deathwing), o dragão ardente se virou contra seus irmãos usando um poderoso amuleto e retirou as cinco esquadrilhas-de-dragões do campo de batalha.

Demonsoul.jpg

A Alma do Dragão, que logo seria conhecida como a Alma do Demônio

A traição súbita de Neltharion foi tão destrutiva que as cinco esquadrilhas nunca se recuperaram verdadeiramente. Feridos e chocados, Alexstrasza e os outros dragões foram forçados a abandonar seus aliados mortais. Malfurion e seus companheiros, agora foram desesperadamente excedidos em número, quase não sobreviveram ao ataque que se seguiu.

Malfurion, convencido que a Fonte da Eternidade era a ligação umbilical dos demônios para o mundo físico, insistiu que deveria ser destruída. Os companheiros dele, sabendo que a Fonte era a responsável por sua imortalidade e poderes, ficaram horrorizados pela ideia precipitada. Tyrande viu a sabedoria da teoria de Malfurion, então convenceu Cenarius e seus camaradas a atacar violentamente o templo de Azshara e encontrar uma maneira de fechar a Fonte por bem.[1][2]

Veja também Editar

Ligações externasEditar

  1. I: Mythos - The War of the Ancients
  2. [1]

Interferência de bloqueador de anúncios detectada!


A Wikia é um site grátis que ganha dinheiro com publicidade. Nós temos uma experiência modificada para leitores usando bloqueadores de anúncios

A Wikia não é acessível se você fez outras modificações. Remova o bloqueador de anúncios personalizado para que a página carregue como esperado.

Também no FANDOM

Wiki aleatória